Exame alienígena

Padrão

Tio médico: Vocês são Gerbelli! Seu pai é psiquiatra?

Aline: Não…

Alien: Certamente que não, nem aqui nem em Xangai, mas que ele é pratecamente um adevogado, ah, isso ele é.

Tio médico: Primeiro o Davi, senta aqui.

Davi senta quase de costas para o médico.

Tio médico: O Davi tem algum problema de saúde? Toma algum remédio? Reclama de algum problema ortopédico?

Aline: Não. Não. Não.

Ausculta o peito. Tira os sapatos, tira as meias, mostra os pés.

Tio médico: Hum… Tá precisando secar melhor o pezinho esquerdo, por causa dessas bolhinhas.

Alien: Oi? O direito não?

Tio médico: Agora o Pedro.

Pedro: Não quero.

Aline: Senta aqui.

Pedro foge e se esconde atrás da bicicleta ergométrica.

Aline: Então é a vez da mamãe.

Tira os sapatos, tira as meias, mostra os pés.

Tio médico: Você vai fazer exame também?

Alien: Apenas agora que estou descalça essa importante questão me ocorre!

Aline: Eu entro na piscina com ele na aula de bebês.

Tio médico: Ah… Mas você não nasceu em 2007, essa data tá errada? Ah, tá, é ele né… Você tem algum problema de saúde? Toma algum remédio?  Algum problema ortopédico?

Aline: Não. Não. Não.

Enquanto respondo, o Pedro se aproxima e é capturado por mim. Tiro seus sapatos, meias, solto um viiiiixi de espanto sobre a condição das frieiras.

Tio médico:  Tá com uma descamaçãozinha, né?

Aline: Então… é uma luta!

Ausculta Pedro, ausculta a mim. Enquanto isso o Davi foge com os sapatos e as meias do irmão. Devolve a prestações. Quando me vejo calçada e sem ninguém no colo, percebo que os dois estão quase montados na bicicleta ergométrica.

Tio médico: Vai parar por aí?

Alien:  Como assim cê fala, parar aqui na cadeira? Não, vamos pra natação… Já vou tirar eles daí. Ah, tá, em quantia de filhos!

Aline: Eu não gostaria de parar, mas por enquanto não vamos ter mais, não.

Tio médico: Hum… Você quer uma menina.

Aline: Olha… Eu quero, mas mesmo que só existisse menino eu teria mais um.

Tio médico: Ah, você quer ser mãe novamente.

Alien:  Quanta sensibilidade!

Aline: É.

Tio médico: Isso é uma coisa que o homem nunca sente.

Alien: Olha, tirando por lá em casa, é exatamente a parte homem que não quer ser mãe novamente.

Tio médico: Assina aqui.

Aline: Essa parte de gestação, parto, amamentação me encanta muito.

Tio médico, já guardando as fichinhas: Isso que eu falo que o homem nunca vai saber.

Eis que surge uma brecha para eu soltar meu verbo… Alguma coisa naquela consulta me deixou à vontade. Talvez o alívio por não ser filha de psiquiatra.

Aline: O Pedro nasceu em casa, foi uma experiência maravilhosa.

Tio médico: Ele?! – pega as fichinhas novamente. Inspira e vai: E foi tudo bem? Não teve nenhuma intercorrência? Ele não teve nenhum probleminha?

Aline: Sim. Não. Não.

Tio médico: O médico estava presente?

Aline: Uma parteira.

Tio médico: E você não teve nenhum problema de períneo?

Aline: Tive uma laceração de segundo grau, pequenininha, bem menor que a episio gigante do parto do Davi.

Tio médico: E quem fez a sutura, a parteira?

Aline: É. Mas se eu pudesse voltar eu deixaria sem suturar.

Tio médico: Ah… Nos Estados Unidos isso tudo é muito comum.

Alien: Pra você “o Estados Unidos” é igual “o exterior?” Não vou te dizer que na mente espacial do Davi seja assim, mas na do Pedro bem que pode ser…

Aline: É, né? Na Europa, na Holanda… Vamos meninos!

Ninguém se move. Seria mais fácil arrastar a bicicleta ergométrica.

Aline: Então tá, cês vão ficar aí, né?

Tio médico: Cês vão ficar aqui ajudando o tio a examinar os pés das pessoas?

Alien:  Cês vão ficar aqui ajudando o tio a perguntar sobre os períneos das pessoas?

Os dois saem correndo do consultório.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s